quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Divergente: Quatro. - Veronica Roth.

Então... O que dizer sobre esse livro?
Ele não foi tão bom quanto achei que seria. Foi um resumo dos resumos do que acontece durante a série. Não teve aquela adrenalina toda que eu esperava, na verdade, não teve nenhuma ação no livro inteiro.
A história sendo contada pela Tris tem muito mais emoção que sendo contada pelo Tobias. 
Foi bom ler pelo fato de completar a série e tal, mas não pela história que ele narra.
Fiquei surpresa ao saber que o Tobias sabia do ataque que a Abnegação sofreria e da cumplicidade da Jeanine com o Max e por não ter tentado fazer muito para impedir, se bem que ele não teria conseguido... 
E ficou tudo muito vago. Só fala o ponto de vista dele em algumas partes da história, e nem são as melhores partes.
Eu adoraria saber como ele ficou após a morte de Tris, ou mesmo o que acontece com ele durante o ataque da Audácia no momento que ele está sendo controlado e quando não está com a Tris. Era esse tipo de coisas que eu esperava no livro.
O livro em si não é ruim, apenas não é o que eu esperava.
Mas enfim... Nem tudo é como queremos, né?
O livro fala do momento em que Tobias escolhe ir para a Audácia e o verdadeiro motivo que o leva a isso, conta também o momento em que e como ele descobre que sua mãe tá viva, além do momento em que conhece a Tris e como descobre que a Abnegação sofrerá um ataque.
No fim o livro serviu apenas como um pequeno complemento do resto da história, serviu para preenche algumas lacunas que haviam ficado vazias.  



Autora: Veronica Roth.
Editora: Rocco,
Publicado em: 2014.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Contagem regressiva... 13... 12... 11... Febrissíma vem ai!

Gente, novamente venho divulgar o trabalho de uma escritora maravilhosa! E pedir a ajuda de vocês para ajudar ela a realizar esse sonho.
Dá última vez que falei do livro dela faltavam 35 exemplares, agora restam apenas 13!
Para quem não leu o post anterior, vai uma rápida explicação.
O nome dela é Ludmila Clia, esse é seu segundo livro e ela é escritora independente. Isso significa que ela precisa pagar a editora para publicar seu livro. E para realizar esse sonho ela conta com a ajuda de todos nós!
Ela tá vendo exemplares autografados de seus livros antes de entrarem em pré-venda! Você pode ser um dos primeiros a ler o livro. Oh a responsa, hein?
O livro se chama Febrissíma e é de poesias (que cai entra nós, são maravilhosas! Ela arrasa nas poesias!). O lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2016.
Gostaria de compartilhar um texto dela com vocês! Sei que tá meio fora da época, mas eu fiquei realmente encantada com esse texto. E me fez ver o quanto ela é uma mulher forte e destemida. Ela já tinha meu respeito antes, mas após ler esse texto ela recebeu toda minha admiração.

Comemorar o dia dos pais não é para qualquer um.

Todo Dia dos Pais é a mesma coisa. Eu recebo felicitações pela data. Dizem que faço parte de uma categoria "pãe", a mãe que também é pai. Não tenho estatísticas para apresentar, mas arrisco a dizer que mais de 90% das pães queriam ser apenas mães e não planejaram agregar a função de pai para si.

Hoje muitas "pães" estão com o coração partido porque viram seus filhotes eufóricos para entregar para seus pais a cartinha feita na escola, e eles estão passando o dia fora. Tão pequenos e inocentes, eles ainda não podem compreender que o mesmo pai que lhes beija o rosto, lhes nega um agasalho ou um remédio porque excede o valor da pensão.

Fico lisonjeada que reconheçam minha batalha, mas vou lhes contar o pouco do que só eu já vi, sendo "pãe".

Já vi minha filha, ainda mui pequena, esperar o dia inteiro pela visita de seu pai, que simplesmente desligou o celular e não apareceu.

Já vi seu pai suborná-la com doces, chicletes e até com a bicicleta que eu não poderia dar a ela.

Já vi minha filha se esmerar na escola fazendo o cartão do Dia dos Pais e eu mesma ir à homenagem na escola porque obviamente ele tinha algo mais importante que a própria filha para fazer.

Já fui de táxi com ela para o hospital,  já incomodei amigos para nos buscar e passar na farmácia antes de nos levar pra casa.

Já passei noites inteiras em claro vigiando sua respiração e temperatura, sem ter com quem dividir a angústia e o cansaço.

Já comprei brigas com ela, impondo limites, sendo eu mesma a primeira e última instâncias da casa.

Já vi seu pai bloqueando-a do próprio Facebook e telefonando anos depois, falando em saudade.

Já desisti de brigar pela sua pensão porque entendo que isso não deveria ser compulsório, mas um ato mínimo de responsabilidade paterna, que fluísse do coração.

Já vi o rostinho dela muitíssimo frustado por não poder ter tantas coisas que não posso lhe dar.

Já ouvi seu choro dolorido e abafado no travesseiro inúmeras vezes.
E tantas outras coisas...

Então quando você vir uma mulher que cria sozinha seus filhos, isso é um pouco do que está por trás dela: um amontoado de nãos, de mágoas, de frustrações, de cansaço, e toda responsabilidade do mundo, pesando toneladas sobre suas costas. Um deslize e todo o mundo de acusações recairá sobre ela. Ser "pãe" é uma prova árdua de resistência, de competência, de sobrevivência. É dormir diariamente pensando no quanto a vida é dura quando não se pode contar com ninguém.


Hoje é Dia dos Pais e pouquíssimos homens podem verdadeiramente se orgulhar disso.

Sigamos a luta!

E quem quiser dá uma olhada em outras postagens dela dá um pulinho em seu blog: Copo de Letras.
E quem tiver interesse no livro... Dá um pulinho no facebook dela e encomenda!
Facebook: Ludmila Clio.
E claro! Não esqueçam de dar um pulinho no instagram dela e ver as frases maravilhosas que ela escreve!
Instagram: Ludmila Clio.

Lançamento de Destinado é hoje!




É hojeee!
Finalmente Destinado está sendo lançado! E eu mal posso esperar para ler esse livro.
Já falei que sou completamente fã da Carina Rissi? E que já li todos os seus livros exceto esse...?
Enfim... Estou muito ansiosa para ler logo Destinado e saber o motivo de tanto amor da Carina por esse livro em especial.
Acabei de olhar o blog dela e fiquei encantada com o que ela escreveu sobre ele. Ela falou desse livro com tanto amor que me deixou ainda mais empolgada para ler!
Um livro que deixa a Carina tão encantada deve ser incrivelmente maravilhoso. *-*
Então, já estão prontos para ler?
Porque eu mal posso esperar!



Sinopse: "Ian Clarke é um homem de sorte e sabe muito bem disso. Ele encontrou a felicidade qua tanto almejava ao lado de sua amada (e complicada) Sofia. Não que tenha sido fácil - mas o que é simples quando o assunto é sua esposa? O destino tem sido gentil, e por essa razão Ian se esforça tanto para ser um bom marido, um bom pai, um bom irmão.
Entretanto sua felicidade começa a ruir no baile de aniversário de sua irmã, Elisa. Ian assiste, impotente, enquanto sua vida perfeita se transforma em uma terrível catástrofe. A noite é desastrosa, e Elisa, a menina que ele jurou proteger, se torna alvo de um escândalo.
Mas o pior ainda está por vir. Um assunto do passado, um pesadelo que há muito o persegue, retorna para assombrá-lo. Aterrorizado com a possibilidade de perder Sofia outra vez, Ian segue seu coração na tentativa de proteger a mulher que ama, sem se importar com as consequências. Ele só não suspeitava de que o preço seria tão alto..."

Maratona Literária de Primavera! #MLP2015

Olá gente!
Hoje eu gostaria de falar um pouco sobre a Maratona Literária de Primavera, que é uma maratona que consiste em dedicar seu mês exclusivamente a leitura, para tirar aqueles livros antigos da estante e botar a leitura em dia.
O projeto será dividido em quatro semanas e cada uma possuirá um tema diferente.

Primeira semana: 01/10 a 10/10.
Tema: Ficção e Fantasia.
E durante essa semana eu escolhi o livro Lua Vermelha, do Benjamin Percy. Que é um livro que me conquistou pela sinopse e pela capa e eu acho que será um bom livro para a primeira semana.

Segunda semana: 11/10 a 17/10.
Tema: Romance e YA Contemporâneo + Infantil ou protagonizado por criança.
Para essa semana escolhi os livros Um dia, David Nichols e Vic, Cristiane Dantas.
Já faz bastante tempo que quero ler o livro Um dia, no entanto, sempre acabo botando outros livros na frente e nunca leio. Mas escolhi ele não apenas por isso, o motivo principal foi por conta de um outro desafio que estou participando: "Tá na estante, não leu? Seu amigo escolheu." E essa foi a indicação que o Ágno, do blog Book Bus. me fez.
Já Vic, escolhi por ser um livro bem legal e infantil. Já li ele há uns seis anos e tinha vontade de reler, então acho que será uma ótima oportunidade.

Terceira semana: 18/10 a 24/10.
Tema: Nacional (qualquer gênero).
O livro nacional que escolhi foi Eu compro, sim!, Pedro de Camargo. Eu ganhei esse livro em um sorteio e fiquei bem interessada na sinopse dele, parece ser um livro bem divertido.

Quarta semana: 25/10 a 31/10.
Tema: Terror e suspense.
Essa foi a semana mais difícil, pois tenho diversos livros que gostaria de ler e se enquadram nessa semana, no entanto, o livro escolhido foi Blindfolded: Reação., J. Marins.
Eu amei esse livro quando o vi pela primeira vez e quando pesquisei a respeito soube que ele teria que ser meu, então nada melhor que ser ele, né?

Bem... Esses são os livros escolhidos para as quatro semanas. A principio escolhi apenas um livro por semana porque não sei se darei conta de ler dois a cada semana, e tenho medo de não conseguir cumprir com o desafio, então prefiro não exagerar.



A Maratona Literária de Primavera é a chance de você botar sua leitura em dia. Durante um mês, o maior objetivo de sua vida é ler! Nossa ideia é quebrar as barreiras da normalidade e embarcar junto com você por uma maravilhosa jornada pelo mundo das letras.

IDEALIZADORES:
Book Bus.                                                                       
Menino que Lê.
Panda Vermelho.

BLOGS E CANAIS PARTICIPANTES:
Menino que Lê.
Panda Vermelho.
Book Bus.
Fofocando Sobre Livros.
Elaíse Cidral.
Lucas Melo.
O Bibliófilo.
Somos Livros, Somos Livres.
Estante Recheada.
Despertar Literário.
Linda Estante.
Boards e Books.
A Garota Que Amava Livros.
LiteraNerd.
Leitores Divergentes.
Vilela's Books.
Pensamentos Geek.
Quero Indicar.
Luiza Andrade.
Nosso Relicário.
Leitura Inversa.
Leitura Terapia.
Litera Livros.


domingo, 27 de setembro de 2015

O Outro Gume da Faca. -Fernando Sabino.

A pedido de um amigo vou fazer a resenha sobre o livro O Outro Gume da Faca, Fernando Sabido.
Faz alguns anos que li, então me perdoem se minha memória estiver falha.
Precisei ler o livro para a apresentação de um trabalho de literatura. Não sabia o que esperar, afinal, esses livros para trabalhos geralmente são bem chatinhos, né?
Mas fiquei realmente surpreendida quando comecei a ler. O livro, além de pequeno, é bem simples. É uma leitura tão fácil que você termina antes que se dê conta. Acho que levei umas duas horas para terminar, no máximo.
A história é contada do ponto de vista de Aldo Tolentino, um advogado de 50 anos, que vive um casamento feliz com Maria Lúcia e possui três filhos. Aldo trabalha no escritório de seu melhor amigo, também advogado, Marco Túlio.
Mas durante um jantar com seus amigos Aldo é humilhado por sua esposa, e após isso ele começa a analisar algumas atitudes dela e a suspeita de que está sendo traído cresce cada vez mais.
Algum tempo depois Marco Túlio manda Aldo fazer uma viagem para representar a empresa, alegando que terá compromissos importantes e devido a isso não será possível ele mesmo fazer a viagem.
Aldo decide então fazer a viagem e chegando ao hotel faz seu registro, logo após, ele dá um jeito de sair escondido e embarcar novamente, usando passaportes falsos. Chegando a sua casa ele dá de cara com sua mulher e seu amigo juntos. Ele não planejava fazer nada contra eles, queria apenas ter a confirmação, no entanto, ele vê uma arma no bolso do casaco de Marco Túlio e antes que se dê conta já matou ambos.
Depois disso ele volta para o aeroporto e novamente viaja para o hotel, ao chegar lá vai para o quarto e age como se nunca tivesse saído.
Enquanto isso...
Seu filho mais velho, Paulo Sérgio, acaba de chegar de viagem e vai para casa. Ao chegar lá se depara com sua madrasta e amante mortos. E ao vê a arma no chão ele a pega, deixando assim suas digitais na arma. Nessa hora a polícia chegar e Paulo Sérgio é preso, acusado por ambos os assassinatos.
Quando Aldo descobre que seu filho foi preso devido ao seu crime corre até a polícia para confessar sua culpa, porém, seu álibi é tão perfeito que os policiais acham que ele está apenas tentando proteger seu filho. Depois de um tempo Paulo Sérgio não aguenta mais tanta pressão e acaba se suicidando.
Esse livro é ideal para aqueles que gostam de livros policiais - e para os que não gostam também.
Aldo faz as coisas de maneira tão simples que chega a ser engraçado. Ele não planeja nada com muita antecedência e nem sabia ao certo o que faria caso sua mulher realmente estivesse com outro.
Não sei se foi a maneira como ele planejou ou apenas um golpe de sorte, mas ele conseguiu fazer o crime perfeito. E jamais será considerado culpado, mesmo que confesse sua culpa.
Eu adorei esse livro por sua simplicidade e sua história envolvente. Quando comecei a ler me vi mais ansiosa a cada página, desejando saber o que aconteceria no fim e se seria possível realmente existir esse crime considerado perfeito.
A maneira com que Aldo age é o que mais se destaca, pois ele não tem qualquer planejamento certo sobre o que irá fazer. Ele age por impulso. E no fim dá tudo "certo" pra ele.
Depois de ler esse livro fiquei bastante interessada em ler outras obras do Fernando Sabino, ele me pareceu ser um excelente escritor.
Em breve postarei mais algumas resenhas sobre livros dele. ^^

Autor: Fernando Sabino.
Editora: Ática.
Publicado em: 1996.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Pré-venda Febríssima!

Queria divulgar o livro de uma escritora maravilhosa, Ludmila Clio, que tá na reta final para publicar seu livro!
Ela é escritora independente. Mas o que isso significa?
Bem... Ela precisa pagar a editora para publicar seus livros. E ela vai fazer isso vendendo exemplares do seu livro antes de ser publicado. Faltam apenas 35 exemplares para a publicação.
Então, queria pedir a colaboração de vocês para ajudar ela a realizar esse sonho.
É um livro de poesias (que são maravilhosas).
Quem quiser pode dar uma conferida nas poesias dela em seu blog: Copo de letras.
O livro será publicado pela Editora Chiado no primeiro trimestre de 2016, no máximo em março.
Para adquirir o livro basta entrar em contato com ela.
Facebook: Ludmila Clio.
Instagram: Ludmila Clio.
Vamos lá dar uma força pra ela gente!

E aqui tem uma pequena degustação para vocês:

Seis travesseiros.

Ela sempre dormia espremida do lado direito da cama.
Era como uma mensagem subliminar para a vida, um sinal.
Deixava livre o lado esquerdo da cama, que era como seu coração, vazio.
Sim, para ela a cama e o coração eram espaços que se completavam.
Impossível completar a cama tendo incompleto o coração.
E assim passaram os meses, os anos.
Aos poucos, ela invadia o lado esquerdo da cama, 
pois ninguém chegava ao seu coração.
Hoje ela dorme atravessada na cama, com os pés pra fora.
Esconde-se sob seis travesseiros,
não há espaço para outra pessoa em sua cama.
E vazio permanece o seu coração.

Próximos de Kiera Cass já tem data de lançamento!

Para comemorar o aniversário da nossa querida Kiera Cass (17/09), a Editora Seguinte decidiu fazer algumas promoções e divulgou quando seriam publicados os próximos livros da autora.
*Felizes para sempre (livro extra da série A Seleção) sai em outubro. E o quinto livro da série tá previsto para maio de 2016.
*The Siren para janeiro de 2016,
Kiera Cass também vai escrever uma duologia, no entanto, ainda não se tem qualquer informação a respeito. Sabe-se apenas que será um jovem adulto. A Editora também já adquiriu os direitos de publicação da duologia e em breve será divulgado sobre o que se trata.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Um pouquinho dos bastidores: Como os dragões de Game of Thrones ganham vida.

Quem assiste a série com certeza conhece a história da Daenerys e seus "filhos": Drogon, Rhaegal e Viserion, os dragões.
Agora o que quase ninguém sabe é como esses dragões ganham vida nas telinhas.
E, como uma forma de agradar aos fãs da série, o estúdio divulgou um vídeo mostrando em detalhes como esses belos dragões ganham vida.
Não deve ser nada fácil dar vida a eles...
Aja talento e habilidade! Mas o resultado fica realmente incrível.
E quem diria que aqueles dragões medonhos não passam de simples bonecos, hein?

terça-feira, 22 de setembro de 2015

A garota que você deixou para trás. - Jojo Moyes.

-[...] Imagine só.
-Imaginar o quê?
-O que a gente perde. Só tentando se agarrar a umas poucas coisas.”

Tenho a mania de – quando gosto muitooo de um livro – querer ler todos os livros do escritor. Se um livro me impressionou e conquistou, acredito que os outros livros do escritor farão a mesma coisa, então vou em busca deles.
Quando eu li Como eu era antes de você, Jojo Moyes, fiquei completamente encantada com o livro. É uma daquelas histórias que deixa marcas, que fica presente muito tempo após o termino da leitura, sempre lá, tomando conta de todos os seus pensamentos.
A história do Will e da Louisa é muito linda. Me arrancou diversos sorrisos, suspiros e me fez chorar muito. Foi uma história que realmente marcou.
Então, decidi ler A garota que você deixou para trás. Novamente, Jojo Moyes conseguiu me conquistar com esse livro. É uma história completamente diferente, mas tão envolvente (se não mais) que Como eu era antes de você.
Eu adoro coisas antigas, saber o passado das pessoas, o que aconteceu a elas e todo tipo de coisa que tenha uma história, tudo relacionado ao passado. Não gosto do fato de saber que depois da minha morte, provavelmente uns 50 anos após (se chegar a tanto), as pessoas nem lembrarão ou saberão que um dia existi, quem eu fui. Isso realmente me atormenta. Acho que todos nós deveríamos ser lembrados... Qualquer coisa que fizessem as pessoas terem uma noção, por menor que fosse, da nossa existência.
Agora imagina minha reação ao ler A garota que você deixou para trás, que tem uma história assim? Esse livro entrou na minha lista de favoritos, sem dúvidas. E agora mal posso esperar para começar a ler os outros livros da Jojo Moyes, o que farei daqui a pouco.
No começo do livro a história era meio confusa, mas já havia me conquistado. E no decorrer do livro fui totalmente fisgada por ele, é um daqueles livros que você não consegue parar de ler até que termine, que fica te atormentando para saber logo o final da história, para saber o que vai acontecer.
Amei cada página, cada parte da história. No fim, até queria acreditar que se tratava de uma história real, que aquilo realmente havia acontecido, quase cheguei a me convencer disso (pois é, a história é boa a esse ponto ú.ú).
Agora que o livro acabou, estou sofrendo de abstinência... Não me conformo com isso. Mas o fim foi ótimo, me deixou com aquele sentimento de estar completa, sabe? Aquela sensação boa de que tudo acabou como deveria, que tudo teve um final certo, que as coisas se encaixaram.
O livro começa falando sobre Sophie, uma jovem francesa que está sofrendo com o período da Primeira Guerra, a distância do seu marido - que está lutando - e também pelo fato de não poder receber mais notícia alguma do mundo fora da cidade onde está vivendo com seus irmãos e sobrinhos, por estarem em domínio do exército alemão, o exército inimigo.
Depois a história começa a falar de Liv, uma mulher viúva que perdeu seu marido há uns 4 anos e desde então vive em luto, se apegando as lembranças do passado.
O destino dessas duas mulheres acaba sendo interligado por um quadro que se chama A garota que você deixou para trás, feito pelo artista Édouard Lefrève, marido de Sophie.
Liv ganhou o quadro de seu marido como um presente de lua de mel e desde então o quadro se tornou algo de extrema importância para Liv, uma lembrança de extremo valor.
Até que em determinado dia ela “descobre” que descendentes de Édouard estão contestando que o quadro foi roubado da família e o querem de volta, como uma valiosa herança de família. Durante todo o processo que decidirá quem deve ficar com o quadro muitas surpresas acontecem e muitas dúvidas vão criando vida, até que surgem todas as respostas para as perguntas existentes e se descobre qual foi o verdadeiro destino de Sophie e como o quadro chegou nas mãos de Liv.
É uma história realmente maravilhosa, que te conquistará do início ao fim. Estou completamente encantada com esse livro e mal posso esperar para ler os outros livros da Jojo Moyes. Irei começar agora mesmo a ler Em busca de abrigo.
E para aqueles que ficaram curiosos e vão ler A garota que você deixou para trás, tenham uma boa leitura e me digam o que achou do livro, tá? Tenho certeza de que só verei elogios aqui.
Uma boa leitura a todos vocês – e a mim também, claro. ^^

Autora: Jojo Moyes.
Editora: Intrínseca.
Publicado em: 27 de setembro de 2012.

Mimos da Editora Paralela.

Gente, quando cheguei em casa dei de cara com uma correspondência com meu nome...
Quando abri dei de cara com esse mimo que a Editora Paralela mandou para mim. 😍❤
Estou apaixonada por esses marcadores e esse post. 😍

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Divergente: Convergente. - Veronica Roth.

No início do ano li Divergente, mas apenas agora tive a oportunidade de ler os outros livros da série.
Acabei de concluir e diferente de muitos comentários que vi por ai, não achei que o último livro estragou a série, que não prestou e blá blá blá.
Admito que realmente fiquei um pouco decepcionada quando vi o motivo de tantas críticas em relação a ele. Foi um final totalmente inesperado e muito triste. No entanto, mesmo com tudo isso o livro não deixou de ser bom.
Comecei a ler Convergente totalmente ansiosa, desejando chegar logo ao final para saber o motivo de tanta repulsa por meio dos leitores, mas aproveitei cada segundo do livro e gostei bastante.
Esperei encontrar o grande "defeito" do livro, mas não achei ele, até o fim...
E sinceramente?
Não achei que foi algo tão grave assim pra gerar tanta raiva dessa série.
Já li diversos livros onde ocorre a mesma coisa que ocorreu em Convergente e os considero alguns dos meus favoritos.
A vida da Beatrice (Tris) é meu sonho de consumo, queria ter uma vida conturbada e cheia de adrenalina e emoções como a dela, quem nunca desejou isso, né?
Acho que o romance dela com o Tobias deixou um pouco a desejar, mas apesar de tudo foi algo verdadeiro e eles superaram muita coisa juntos.
Amei a parte onde o Tobias e sua mãe fazem as pazes e o fato de construírem uma nova sociedade (é exatamente disso que estamos precisando no Brasil...) onde cada pessoa contribui da sua maneira, para o bem estar de todos.
Tirando todo aquele sofrimento, o final foi realmente maravilhoso.
E eu queria também, nesse post, falar um pouco sobre o filme Insurgente.
Para quem leu o outro post sobre Insurgente viu que eu elogiei bastante ao filme. Mas depois de ler Convergente fiquei revoltada com ele.
O filme em si é bom, mas sabe aquele nosso problema de leitores, né?
O filme não teve nada a ver com o livro! Li Convergente achando que sabia o que esperar, que algumas coisas do filme aconteceriam nesse livro. E nada acontece!
São história completamente diferentes!
Ainda bem que li o livro apenas depois, acho que teria surtado vendo o filme e notando as diferenças na hora!


Autora: Veronica Roth.                                                                                                        
Editora: Rocco.                                                                                                                     
Publicado em:  22 de outubro de 2013.                                                                                    

sábado, 12 de setembro de 2015

E se eu fosse apenas sua?

Eu sei que é improvável que o nosso amor aconteça... Assim como é impossível obter flores no Outono. Mas eu me pego pensando em você e em como eu queria ser sua. Ahhh, como eu queria...Seria perfeito. Imagino você comigo em cada segundo do meu dia, e penso "Como fui me apaixonar por você?". Logo você que eu nunca vou ter. Droga. Mas eu te quero tanto... Eu quero cada centímetro do seu corpo grudado ao meu. Quero sentir seu cheiro em todas as minhas roupas. Quero que você agarre e me faça ser sua, pois eu sou. Eu sou completamente sua meu amor. Cada partícula do meu corpo és tua e tu mal sabes disso... Deixo você pensando em como seria bom. Como seria perfeito ter você só para mim, cuidar de você depois de cada luta diária... Um pedaço de mim é entregue a você todos os dias, mesmo sem você perceber meu corpo é teu, e eu vou te dar lhe tudo o que for necessário. Porque amor, eu não escolhi te amar, eu não escolhi ser sua para sempre, mas eu sou. E se for preciso me entrego de corpo e alma, mas eu quero ser apenas sua. Eu quero ter alguém em quem confiar. Alguém para compartilhar, e para odiar. Quero beijos, abraços, quero machucados. Mas quero os seus. Ah como eu quero, meu menino. Eu preciso ser apenas sua.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Percy Jackson e os Olimpianos. - Rick Riordan.

Sempre ouvi falar bastante da série Percy Jackson e os Olimpianos. 
Comentários do tipo "Não leio por se tratar de uma série infantil" a "É minha série favorita". E há algum tempo atrás tive a oportunidade e decidi ler, para tirar minhas próprias conclusões, que foram as melhores possíveis!

Se alguém diz que não leu por se tratar de uma série infantil não sabe o que está perdendo, pois eu sempre esquecia que o Percy tinha apenas 12 anos, ele mais parece um adolescente, e se não fosse ele lembrando sua idade o tempo todo eu jamais teria lembrado desse pequeno detalhe.
A série não deixa nada a desejar, é completa e tem todos os detalhes preenchidos, inclusive te deixa extremamente curioso no final, desejando muito ler a próxima série e saber o que vai ocorrer com a nova profecia e se ela tem algo relacionada ao Percy novamente.
Acho que entre todos o melhor livro foi o último, ele tem mais ação, te deixa mais ansioso e é o momento decisivo para todos eles, mas os outros também são ótimos!
Para aqueles que gostam de mitologia essa série é perfeita. Aprendi muito sobre mitologia com essa série, diversas coisas que não sabia. Inclusive muitos deuses que eu nem havia ouvido falar ainda, e foi ótimo descobrir sobre eles.
Adorei o Percy e sua personalidade forte, ele se mostrou um garoto maravilhoso, só um pouquinho lerdo em relação a Annabeth, né? Podia ter se ligado que ela gosta dele bem antes e ter visto que sua implicância com a Rachel se devia apenas ao seu ciúme por ver que os dois estavam virando amigos e por achar que pudessem vir a ser algo a mais.
Gostei bastante também do Percy e o Tyson serem irmãos, a união deles foi algo extremamente lindo! O companheirismo de ambos se mostrou algo bastante valioso futuramente.
E quanto ao Grover? Eu simplesmente adoro esse sátiro. Ri muito com ele e sua trapalhadas.
E detestei o fato dos deuses serem tão arrogantes, com exceção do Poseidon, que dentre todos se mostrou o mais legal. Hermes também se mostrou um deus muito legal. Já o Zeus é um verdadeiro idiota, e a Atena (mãe da Annabeth) é bem arrogante. Dionísio é meio prepotente, mas é gente boa. E quanto a Hades? Não acho certo isso de estarem sempre excluindo ele e seus filhos de qualquer coisa relacionada ao Olimpo, e foi maravilhoso o Nico ter convencido ele a ajudar os meio sangues na guerra, isso abriu novas portas e mostrou que eles além de ser aceitos podem fazer parte do Olimpo também.
Percy ensina muitas lições durante todo o livro, mostra que seus amigos estão acima de tudo e que não pode ser comprado nem pela mais tentadora recompensa. Ele arrisca tudo para salvar aqueles que ama e é corajoso em todos os momentos.
Todos duvidaram dele, tiveram medo de que fosse botar tudo a perder, mas no fim é ele quem salva a todos, desde os deuses aos humanos. Percy foi o verdadeiro herói da série.
E aquela profecia, vamos combinar... Tava quase enlouquecendo sem saber como era! Foi suspense demais pra mim. E não compreendi ela até que as coisas aconteceram e tudo ficou claro.
Eu torcia pelo Percy e a Annabeth desde o início, mas admito que cheguei a achar que ele e a Rachel acabariam tendo algo, principalmente na hora do carro, quando ela pede um beijo pra ele e nesse momento são interrompidos pelo Blackjack, foi por pouco...
O final da Rachel foi realmente um dos mais surpreendentes de todos e achei bem legal, mas gostaria de saber mais um pouco sobre o que acontece com ela. O que provavelmente deve ter na próxima série.
Enfim... Adorei a série Percy Jackson e os Olimpianos. E com certeza está entre uma das melhores que já li.
É uma leitura bem leve e simples, você rapidamente lê todos os livros e não se cansa, deseja ler sempre mais!
Super recomendo essa série. 

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Humanizar o próximo.

    O mundo está tão diferente de antigamente mas ao mesmo tempo tão igual. Infelizmente ainda existem pessoas preconceituosas, que não respeitam o diferente. Sim, respeito! Pois não precisa gostar apenas respeitar.
     Há intolerância sobre tudo. Contra religiões, homossexuais, negros e etc. Todos esses casos me deixam espantada. A maioria das religiões pregam o amor ao próximo mas se o próximo acredita em algo diferente esse conceito desaparece, se eu sigo uma religião diferente tenho que me converter a tal religião para receber o perdão divino, mas não devemos julgar ninguém, só cabe a Deus fazer isso no final de tudo, e isso se Ele nos julgar.  A maioria das pessoas querem e clamam por amor, mas se duas pessoas do mesmo sexo se amam isso é considerado errado, repugnante, imoral, e devem sofrer, tentar ser "normal", nem que para isso tenha que se infeliz ao lado de quem não ama, somente para agradar a sociedade. Negros são taxados de ladrões, pessoas que são má influência, especialmente os jovens. Mas desde quando cor de pele define caráter? A sociedade discrimina os negros desde a era da escravidão, e isso, infelizmente, ainda é praticado no Brasil.                
    Devemos nos preocupar em quebrar todos esses preconceitos, pois antes de religião, opção sexualidade ou cor de pele, somos humanos! Então deveríamos olhar para o próximo e enxergar nele antes de tudo, que ele é um ser humano igual a nós.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Papa apoia livro de LGBT e demonstra seu apoio a autora.

Todo mundo sabe que embora estejamos em pleno século XXI ainda são muitos comuns e constantes os atos de preconceito e descriminalização.
Principalmente se tratando de temas com teor voltado para a opção sexual.
E em meio a tudo isso sempre existem pessoas que lutam para acabar com esse preceito formado por toda uma sociedade, como é o caso da escritora Francesca Pardi.
Em seu livro infantil, Pequeno Ovo, ela trata do tema sobre a opção sexual de uma maneira descontraída e que mostra que o verdadeiro valor da família não se encontra no gênero dos integrantes e na habitual formação que "constitui" uma família.
O livro conta as aventuras de um ovinho que precisa percorrer uma longa jornada, e durante a mesma ele encontra no caminho diversas famílias de animais. Entre elas um casal de pinguins gays e de coelhas lésbicas, que criam suas famílias com sucesso. Também encontra um hipopótamo que representa os pais solteiros, cães de raças diferentes (cor da pele) e cangurus que adotaram filhos de urso polar.
E devido a isso ela sofreu diversas críticas e teve seu livro banido da cidade pela prefeitura de Venezuela, que considera um livro imoral e nocivo à família. No entanto, ela recebeu um apoio totalmente inesperado do Papa Francisco, que elogia suas histórias: "Sua Santidade é grato pelo gesto cuidadoso e pelos sentimentos evocados, desejando sempre atitudes frutíferas a serviço das jovens gerações e na difusão de valores genuinamente humanos e cristãos."
Nossa sociedade precisa de mais pessoas como Francesca e o Papa Francisco, que mostrem que as pessoas não precisam seguir um padrão para serem aceitas. Que mostre que algumas diferenças podem ser muitas vezes as melhores qualidades.
As pessoas precisam parar de ser tão mente fechadas e preconceituosas e aprender que existem muito mais na vida do que aquilo que elas conhecem e consideram certo, e se mesmo assim não apoiarem ou forem a favor, precisam aprender a respeitar as escolhas e decisões alheiras.
E é isso o que falta na sociedade: RESPEITO. As pessoas esqueceram o que é isso e estão constantemente julgando umas as outras e esquecendo de olhar para si mesmas. Pois, no momento em que julgam alguém, se tornam inferiores.
Espero que o livro de Francesca seja aceito em escolas por todo o mundo e forme uma nova geração com valores morais diferente e conscientes, e que não existam mais pessoas que insistem em preservar o preconceito, mesmo que de forma inconsciente.

sábado, 5 de setembro de 2015

HQ: Fazendo Meu Filme 1 - Antes do filme começar.

Infelizmente ainda não tive oportunidade de ler os livros da série, mas encontrei a HQ e claro que não resisti! Sou completamente apaixonada pelos livros da Paula Pimenta!
E agora também estou completamente fascinada pela HQ.
A Paula escreve de uma forma tão simples, que essa simplicidade se torna totalmente viciante. As histórias dela te cativam das primeiras palavras as últimas páginas.
A HQ ficou simplesmente encantadora e não conta a história dos livros, é uma história a parte, antes da história do livro ter início.
Me diverti tanto lendo, que minha cara de felicidade resultou em comentários do tipo: "Olha como ela tá feliz"; "Por que tá tão feliz assim?"; "Quem é o motivo desse sorriso?".
As histórias da Paula tem esse efeito em você. Te fazem ficar extremamente feliz e saltitando de alegria.
Mas... Agora vamos falar da história.
É bem pequena, acho que li a HQ em menos de 30 minutos e fiquei com aquele gostinho de quero mais.
Nessa HQ a história gita em torno da festa surpresa que a Fani pretende fazer para o Leo. Uma festa surpresa de aniversário - que acaba surpreendendo a todos - , na casa do Leo, mas na hora que entram gritando surpresa se deparam com Leo apenas de cueca (ri muito nessa parte), o que é bem constrangedor na hora, mas acaba virando piada depois. Logo após o "susto" eles seguem com a festa e algumas horas depois a Fani e a Gabi vão embora.
Na hora da despedida o Leo vai levar elas até a porta, e enquanto a Gabi espera o elevador o Leo puxa o braço da Fani e a agradece pela surpresa. Ela o abraça e deseja os parabéns a ele. E durante esse tempo ficou evidente que o Leo morre de amores pela Fani!
Achei muito fofinha essa parte e adorei toda a HQ. Estou super ansiosa para ler as outras e ver o que vai acontecer entre o Leo e a Fani.
E da mesma forma que me arrancou muitos sorrisos, tenho certeza que fará o mesmo com você! Então aproveitem a leitura e se divirtam muitooo!

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Divergente: Insurgente. -Veronica Roth.

Depois de ver o filme, admito que criei grandes expectativas em relação ao livro. E sim, todas elas foram completamente supridas.
Houveram sim algumas coisas diferentes entre ambos, o que já era de se esperar, né?
Como dessa vez eu vi o filme antes de ler não fiquei tão revoltada com essas diferenças. Até achei que alguns pontos do filme foram mais positivos (viu? Também sei ver o lado positivo dos filmes. ú.ú) que os do livros.
A parte onde o Eric invade a facção da Franqueza e tem aquele aparelho que mede o quanto alguém é divergente ficou muito boa, e definitivamente devia estar no livro. Outra parte que também achei melhor no filme que no livro foi aquele final onde a Tris tem que passar por todas aquelas simulações para destravar aquele objeto que contém o segredo e revela a verdade, enquanto no livro tudo que precisam fazer é chegar aos computadores e encontrar os arquivos onde está guardada a verdade.
Não estou dizendo que o fim do livro foi ruim, não mesmo. Até porque gostei muito de todo o livro. Mas não posso negar que fiquei um pouco decepcionada quando vi que aquilo não aconteceu.
E quase entrei em pânico quando vi que o livro tava acabando e nada daquelas coisas acontecerem. Parecia que  o número de páginas seria insuficiente para tanta história, mas o fim ficou completo e muito bom, para meu completo alívio.
A parte ruim de assistir o filme antes de ler o livro é que você já sabe o que esperar e isso te deixa naquela expectativa, esperando que aquilo aconteça, o que pode acabar te deixando surpreso e frustado com o acontecimento de coisas diferentes. E claro que saber de antemão como a história se desenvolve tem seus lados negativos, pois a melhor parte da história é exatamente essa: se deixar surpreender pelos acontecimentos.
Mas de maneira geral, gostei muito do livro. E apesar de ter pouco mais de 500 páginas é uma leitura fácil e que flui de maneira bem rápida, incita sua curiosidade e antes que se dê conta o livro já acabou.
E o final do livro te deixa extremamente curioso, desejando saber o que vai acontecer com eles e dai por diante e o que tem atrás do cerco.
E quem não leu ainda, super recomendo. Tenham uma boa leitura!
Sinopse: Tris e Quatro agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews, líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.


Autora: Veronica Roth.
Editora: Rocco.
Publicado em: 1 de maio de 2012.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Começouuuu!!! #BienalRio.

E ai pessoal, estão preparados para a Bienal Rio?
Eu super queria ir também, mas infelizmente não poderei. :(
Queria muito ter a oportunidade de comprar o livro Destinado com autografo da Carina Rissi e ver meu amado Ian Clarke pessoalmente.
Então aproveitem bastante lá e comprem muitos livros.


quarta-feira, 2 de setembro de 2015

A última escolha

Quantas vezes você já pensou em suicídio? A taxa de suicídio em todo o mundo aumenta a cada dia mais. Hoje mesmo eu estava pensando nisso. Eu vi pessoas sumindo de minha vida de uma forma inexplicável, mas será que elas sabiam o quanto a escolha delas iria me afetar? Será mesmo que pensaram na dor que eu sentiria? Creio que não, porque tamanha escolha egoísta essa. O meu grande sonho é poder ajudar a todos, mas como posso ajudar alguém, se nem mesmo consigo me ajudar? Lutamos todos os dias contra julgamentos de uma sociedade racista, homofóbica e totalmente mente fechada. Os jovens de hoje em dia, não querem mais viver suas vidas e suas rotinas maçantes e degradantes. Todos queremos mais que isso, e porque sei de tudo isso? Pois eu sou jovem também, pois eu quero mais. Eu quero poder ter a minha escolha, talvez seja a última, mas quem liga? Perdidos em um mundo totalmente ao contrário com uma grande crise. Será mesmo que você ainda não pensou na sua última escolha hoje?

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Saiu o primeiro trailer de A 5ª Onda!

Vocês já viram o primeiro trailer da adaptação "A 5ª Onda"? Um filme de ficção cientifica que foi baseado no livro de Rick Yancey e que acabou de ser divulgado!
Acabei de ver o trailer e tenho grandes expectativas em relação a esse filme.
Ele me lembra muito de Falling Skies e The Walking Dead (sem a parte dos zumbi), onde os humanos sobreviventes precisam lutar por sua vida e evitar o fim da raça humana, além da destruição do planete - e eu me amarro em séries e filmes nesse estilo!
Na trama, alienígenas atacam a Terra em cinco ondas, a 1ª Onda sendo um apagão. A 2ª Onda, um enorme tsunami. A 3ª Onda, uma praga, deixando apenas os desafortunados vivos. A 4ª Onda são os Silenciadores, os Visitantes eliminando os seres humanos. E qual é a 5ª Onda... Bem, isso é o que Cassie Sullivan quer saber. Quando ela sai para cumprir uma promessa que tinha feito, de voltar para o seu irmão, ela conhece Evan Walker, um garoto estranho, mas bonito, com um segredo que ele não vai dizer a ela. Mas quanto mais perto ela fica de Evan, mais perto fica de desvendar os segredos da 5ª Onda.
O lançamento do filme tá previsto para o dia 28 de Janeiro de 2016 e eu com certeza irei para a estreia! Não perco essa por nada. :3






Setembro: Mês das flores e dos amores!

Mais um mês começa e com ele devemos começar mais leituras! Não existe uma data específica para começar a ler um novo livro mas setembro é o mês das flores, e livros com certeza podem ser comparados a beleza delas! Também é o mês dos amores e nada melhor do que ter várias paixões literárias!
Ler é cativante, inspira a vida real e nos faz sonhar, viajar sem sair do lugar!
Existem vários temas de histórias, algumas nos deixam agitados, angustiados, com raiva, deprimidos, felizes, e muitas vezes esses sentimentos são colocados para fora através de lágrimas, já chorei inúmeras vezes lendo uma história. Mas também xingamos os autores por parar um livro em uma ótima parte e só conseguirmos ler o resto da história no próximo livro ou então quando ele mata o nosso personagem preferido :/.
Mas sempre vale a pena ler, conhecer novas histórias!
Me contem o que estão lendo no momento e o que vão começar a ler! ^^

Potterheads, as aulas começaram!



Queridos Bruxos e Bruxas, mais um ano letivo se inicia hoje em Hogwarts!
Lembrem-se que o Expresso logo sairá da estação. Peguem suas cartas, varinhas e ponham todos os pertences em seus malões e estejam preparados para partir da Estação King´s Cross às 11h da manhã, sem atrasos!

P. S.: E para aqueles que não entenderam... Uma breve explicação:
Dia 1º de Setembro foi a primeira vez que os bruxos e afins embarcaram no Expresso de Hogwarts, desde então os Potterheads comemoram esse dia e tem ele como apaziguador para a tristeza que o fim da série causou. Muitos fãs comemoram o dia fazendo Cosplay ou marcando encontro entre eles.